terça-feira, 4 de maio de 2010

Ceibo (da série Flores)

.
.
Ceibo, a flor ou a crista de um galo no frontispício de um distintivo nacional. Sim, faço da faca e da vida uma Erythrina Cristagalli ou um tango de Gardel: “!Lejana Buenos Aires, qué linda has de estar!”. A Meca de Menem, Maradora, ou Madona, encarnada de Evita ou de índia Anahí. O mesmo fogo que transformou a cativa em flor, esquenta o salão de la Confitería. Piazzola e bandoneón, em dois por quatro, tocando El Choclo, enquanto o compadrito porteño, con un chambergo en la cabeza, e con la cintura de una mujer en las manos, desenha um ocho e um gancho, decifrando pernas e pés e o lamento sincopado de uma tristeza, quase um banzo ou um blues: “Por ser Bueno me pusiste en la miseria, me dijaste en la palmera, me afanaste hasta el color”. Mas da morte há de brotar um ceibo, fênix guarani, cantando uma milonga de Osvaldo Sosa Cordero: “La noche piadosa cubrió tu dolor y el alba asombrada, miro tu martirio hecho ceibo en flor”. O tango, esse réptil de lupanar. A flor de ceibo, a chama de Anahí valente e forte, ou a crista de un hermano, em final de campeonato, torcendo contra o Brasil.

c.moreira

domingo, 2 de maio de 2010

Magnólia (Da série Flores)

.
.
Sábia por se saber primitiva. Amante das artes, mas muito mais que uma trama. A magnólia me pensou e uma noite cheia de estrelas nasceu em mim. Descubro teu destino rabiscado no mapa celeste de uma astrologia. A concentração dos planetas em Libra, por isso positiva e cardeal. Governada por Vênus, a magnólia, tornou-se etérea e refinada. Delicada e de temperamento afetuoso, diplomata floral de todos os jardins, sempre tentando apaziguar o terreno, as guerras, as podas e outros espinhos. A lua em Leão, logo confiante e honrada. O colo de uma mãe e a vaidade de uma atriz. Mártir? Que nada: mimada, por isso atenta a todos os retratos, réstias e refletores. Se a lua está aflita, você dramática e instável. Por que não olha para as outras da mesma espécie? Urano em Escorpião, Netuno em Sagitário, na casa 4, Capricórnio, e na 5, Aquário. O ascendente, também em Libra, o que explica as mãos e braços alongados, covinhas no rosto, boca em forma de coração. Duas vezes evitando boa briga, duas vezes indecisa, pero que sí, pero que no, duas vezes magnólia.
.
c.moreira